04.01.2019 | 07h48

Da Vera: Bolsonaro e a reforma suave

As declarações de Jair Bolsonaro acerca da reforma da Previdência ao SBT Brasil contrastam com o sentido de urgência dado na véspera pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, para o tema. O presidente tratou a fixação de idade mínima para aposentadoria como algo passível de ser ministrado a conta-gotas: um pouquinho de nada até o fim de seu governo, e o próximo presidente que cuide do problema depois, lá na frente.

Ele não deu detalhes de como funcionaria a transição e aventou a possibilidade de haver regras distintas para diferentes profissões para “facilitar a aprovação e não haver injustiça”. Bolsonaro antecipa assim algo que ainda está em estudo na equipe econômica, frustra o mercado ao se mostrar condescendente e cauteloso antes mesmo do envio da proposta e mitiga um projeto já bem abrandado, que é o atual que tramita na Câmara, enviado por Michel Temer, e que será aproveitado, segundo ele. / Vera Magalhães


VOLTAR PARA O ESTADÃO