07.02.2019 | 14h49

Da Vera: Articulação à espera da volta de Bolsonaro

A articulação política do governo está em compasso de espera — e esse estágio não combina com a premência de se definir o texto da reforma da Previdência e encaminhar o projeto ao Congresso. Se na semana passada os responsáveis pela reforma mostravam otimismo com o cronograma, as mesmas fontes nesta semana expressam preocupação por não ter informações precisas a respeito de quando o presidente vai poder voltar a despachar e arbitrar o teor e a estratégia de ataque da reforma.

Dependem de Bolsonaro questões cruciais como a definição da idade mínima para aposentadoria –qual o número e se será a mesma para homens e mulheres–, detalhes da transição e a forma de coordenar a proposta de emenda constitucional e o projeto que vai tratar dos militares. No Congresso, líderes e dirigentes das duas Casas notam que a montagem da base aliada está atrasada e, se fosse hoje, o governo teria dificuldade de aprovar a reforma. / Vera Magalhães


VOLTAR PARA O ESTADÃO