02.10.2018 | 08h20

‘Dá para evitar o pior?’

Em sua coluna na Folha, Joel Pinheiro da Fonseca analisa a possibilidade de segundo turno entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad como o pior cenário para o pleito, e propõe um “raciocínio estratégico” a quem está votando movido pela rejeição a um ou a outro: “Se você quer, acima de tudo, evitar Bolsonaro, não vote em Haddad. E se você quer, acima de tudo, evitar o PT, não vote em Bolsonaro”.

“Quem domina o centro, vence. Estamos nos encaminhando para um segundo turno entre as duas figuras mais polarizadoras da campanha. Além de ser ruim para o governo futuro — que terá forte oposição a tudo que fizer — e de ser um risco para a democracia, é também uma escolha irracional por parte dos eleitores. Não deixemos a irracionalidade vencer. Ainda dá tempo!”


VOLTAR PARA O ESTADÃO