07.02.2019 | 16h01

CUT promete ‘resistência’ contra reforma

Depois de se encontrar com o vice-presidente, general Hamilton Mourão, no Palácio do Planalto, o presidente da CUT, Vagner Freitas, afirmou que os trabalhadores vão se organizar para fazer “resistência” à reforma da Previdência. Ele considera que o texto preliminar da proposta, revelado pelo Broadcast, retira direitos. Segundo Freitas, Mourão evitou entrar no mérito dos termos da reforma e sugeriu que o debate deve ser feito no Congresso Nacional.

“Viemos perguntar qual é, de fato, a proposta do governo. Toda vez tem uma notícia diferente. Se a proposta é de capitalização, não temos concordância sobre isso. E, se é essa a proposta, tem que ser levada para ser discutida com a sociedade”, disse o presidente da CUT. Para ele, o regime de capitalização favorece o capital financeiro nacional e internacional e impede que o trabalhador receba aposentadoria e benefícios de assistência social, informou o Broadcast Político.


VOLTAR PARA O ESTADÃO