28.02.2019 | 13h17

Covas ‘lança’ Doria para 2022

Há 11 meses à frente da Prefeitura de São Paulo, Bruno Covas (PSDB) tem enfrentado um caminho difícil para deixar sua marca e chegar mais forte em 2020, para uma possível reeleição. O prefeito reconhece que suas posições recentes flertam com a impopularidade. “Só vale a pena ser prefeito de São Paulo se for para fazer o que eu acho o correto. Pode custar minha popularidade? Pode. Mas paciência.”

Covas foge de qualquer polêmica relacionada a Doria e chama de “fofoca” a propensão do governador de apoiar outro nome, que não o dele, à reeleição em 2020. “O que ele vai fazer você tem que perguntar pra ele. O que posso lhe dizer é que ele é o meu candidato à Presidência da República daqui a três anos”, disse em entrevista ao Valor.


VOLTAR PARA O ESTADÃO