14.08.2018 | 14h42

Cotas podem valer para estágio no Ministério Público

Proposta dos conselheiros Valter Shuenquener e Gustavo Rocha, que também é ministro dos Direitos Humanos, reserva 30% das vagas oferecidas para estágio no Ministério Público para negros. A proposta foi apresentada hoje no Conselho Nacional do Ministério Público e precisa ser aprovada pelo plenário, o que deve acontecer em até três meses.

“A política de ação afirmativa origina um valioso sistema de cotas em favor daqueles que historicamente não tiveram as mesmas oportunidades e também deve abranger o estágio no âmbito do Ministério Publico brasileiro. O estágio é a porta de entrada no serviço público. Esta medida poderá contribuir efetivamente para uma maior justiça social no acesso à função pública”, disse Shuenquener ao BR18/M.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO