29.10.2018 | 07h32

Corte de pastas como prioridade

A redução do número de ministérios, prometida por Jair Bolsonaro ao longo da campanha, deverá ser a primeira medida anunciada por ele ainda na transição, informa a Folha. As atuais 39 pastas devem passar a pelo menos 19 (e não mais 15, como prometido), segundo estimativas de aliados do presidente eleito. A equipe de Paulo Guedes também deve anunciar já na largada a lista de empresas que podem ser privatizadas, a começar por aquelas que apresentam prejuízo nos balanços.


VOLTAR PARA O ESTADÃO