14.04.2018 | 14h34

Contra a pecha de seletivo

Distante de sua vocação, o Supremo Tribunal Federal passou a ser uma esfera estratégica em meio ao caos político surgido após a acirrada eleição de 2014. O professor de direito constitucional Oscar Vilhena afirma que o desafio agora da Corte é “superar a pecha de seletivo”.

“Terminada a borrasca, certamente seremos obrigados a revisitar as atribuições do Supremo. Acabar com o foro privilegiado seria um primeiro feito”, escreve neste sábado o pesquisador de direito constitucionalista na Folha.


VOLTAR PARA O ESTADÃO