16.03.2018 | 07h14

Contra a greve, números: fim dos auxílios pouparia R$ 1,6 bi

O fim do auxílio-moradia no Judiciário e no Legislativo resultaria em economia de R$ 1,6 bilhão. O cálculo é de um estudo da Consultoria de Orçamento da Câmara, publicado em reportagem do Estadão.

Mesmo estudo mostra que a redução de férias de juízes e procuradores de 60 para 30 dias levaria à economia de outro R$ 1,5 bilhão.

Os dados contrastam com a greve realizada por juízes federais na quinta, cuja coincidência com o assassinato da vereadora Marielle Franco já havia suscitado uma saraivada de críticas aos magistrados nas redes sociais ao longo do dia.

 

VOLTAR PARA O ESTADÃO