05.10.2018 | 06h07

Contagem regressiva do BR18: faltam 2 dias

Na antevéspera do pleito, partidos, candidatos e eleitores fazem contas. Isolado em primeiro lugar e em crescimento, ora oscilando na margem de erro, ora subindo fora dela, Jair Bolsonaro (PSL) segue a pregação de que sua vitória se dará já no domingo. O misto de perplexidade, desespero e desânimo demonstrado por seus adversários no debate da Globo, na noite de quinta-feira, demonstra que eles têm esse temor. Fernando Haddad, em segundo lugar, se defendeu dos ataques às vezes afetando indignação, outras com a arrogância peculiar a si e ao PT. A prioridade do petista é administrar a posição e evitar ter os votos canibalizados por Ciro Gomes (PDT), o único que parece ainda sonhar com uma escalada capaz de evitar que a decisão de domingo se dê entre Bolsonaro de cara ou um duelo entre ele e o petista. / Vera Magalhães


VOLTAR PARA O ESTADÃO