05.07.2018 | 08h49

Congresso é prioridade

DEM e MDB definiram que não vão gastar dinheiro do Fundo Eleitoral com candidaturas à Presidência. Em vez, disso, investem nos postulantes à Câmara, com poder de influenciar as decisões do governo eleito, avalia a coluna Poder em Jogo no jornal O Globo. No fim das contas, “o (presidente) eleito ganhará o governo, mas terá de repartir o poder com o Congresso.”


VOLTAR PARA O ESTADÃO