15.04.2018 | 06h45

Congestionamento de nanicos no centro

Todo mundo quer ser candidato, mas a profusão de nomes de partidos de centro não diz nada, por ora, ao eleitor. Henrique Meirelles, Michel Temer, Flávio Rocha, João Amoêdo e Rodrigo Maia têm 1% cada nos cenários em que são testados pelo Datafolha.

Justamente por serem todos nanicos, Geraldo Alckmin nem chega a “herdar” seus votos nas simulações em que o Datafolha deixa de incluir alguns desses nomes: oscila de 7% para 8%.

Leia também: Preso, Lula cai, mas ainda tem 31%

Leia também: Sem Lula, disparam brancos e nulos

VOLTAR PARA O ESTADÃO