16.10.2018 | 12h42

Confusão no futuro?

“Jair Bolsonaro se consolida como favorito. Além de manter a vantagem obtida no primeiro turno, com 18 pontos à frente, conseguiu inverter o fluxo da rejeição eleitoral, agora liderada por Fernando Haddad”, escreveu José Casado no Globo.

O colunista aponta que um eventual governo de Jair Bolsonaro (PSL) pode gerar uma agenda de confusões nas relações externas do Brasil. Reações às promessas do candidato já são enviadas ao Brasil por governos e diplomatas.


VOLTAR PARA O ESTADÃO