21.10.2018 | 08h53

Comunicação com Educação?

Para sua grande reforma ministerial, Jair Bolsonaro avisou no último sábado uma mudança no mínimo curiosa: ele quer desmembrar a parte de Comunicações do ministério da Ciência, Inovação e Tecnologia e incorporar essa funções a pasta da Educação. Uma coisa não tem muito a ver com a outra. A área de Comunicações (o ministério foi extinto em 2016 para a criação do atual MCTIC) é ligada ao setor de infraestrutura. Entre as suas atribuições, por exemplo, estão a política nacional de telecomunicações, radiofusão e serviços postais (como podem ser conferidas no site do ministério).

Para o Ministério da Ciência e Tecnologia o nome indicado deve ser do astronauta Marcos Pontes. Os outros possíveis ministros já “confirmados” devem ser Paulo Guedes (Fazenda e Planejamento), general Augusto Heleno (Defesa) e Onyx Lorenzoni (Casa Civil).  Gustavo Bebianno, presidente do PSL, é cotado para a pasta da Justiça. Bolsonaro promete 15 ministérios.


Mais conteúdo sobre:

Jair BolsonaroPSL
VOLTAR PARA O ESTADÃO