10.07.2018 | 16h51

Competência correta, tese questionável

Para o ex-ministro Gilson Dipp, que foi vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e corregedor nacional de justiça no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o desembargador Rogério Favreto tinha a competência de julgar o habeas corpus de Lula, mesmo que sua tese seja questionável.

“Eu não daria no mérito essa decisão, mas ela é legítima, o desembargador tem competência e é uma decisão judicial”, disse ao Jota. Ele ainda argumentou que Favreto foi quem menos errou em questão de competência, se comparado a Sérgio Moro, Gebran Neto e e Thompson Flores.


VOLTAR PARA O ESTADÃO