21.09.2018 | 07h48

Como nascem os líderes

Fernando Gabeira descreve, em seu artigo no Estadão nesta sexta-feira, suas andanças pelo País e a “pesquisa informal” que tem feito com eleitores de Lula (transferidos para Fernando Haddad) e Jair Bolsonaro. “A polarização entre dois líderes populares de certa forma simplifica e torna o processo mais caloroso ainda. Mas revela como surgem os líderes nacionais no Brasil democrático. Eles simbolizam também a força da comunicação oral. São capazes de transmitir a mensagem que a forma literária dos intelectuais não consegue”, escreve.

Ele prevê dificuldades de conciliação após a eleição, mas acredita que as forças moderadas, mesmo derrotadas, terão papel importante para isso.


VOLTAR PARA O ESTADÃO