12.11.2018 | 16h35

Como general Mourão chegou lá

“Convocado” para ser candidato a vice de Bolsonaro só no último dia das convenções partidárias, o general da reserva Antônio Hamilton Martins Mourão, de 65 anos, que colecionou declarações polêmicas durante a campanha eleitoral e se viu desautorizado publicamente por Bolsonaro, diz que não quer se sentir prisioneiro e pretende continuar sua rotina com “vôlei de praia” e “cervejinha”, mesmo depois que se mudar para o Palácio do Jaburu, em Brasília.

Em perfil publicado na revista Época, o vice-presidente eleito falou sobre sua carreira militar, convívio com Jair Bolsonaro (PSL), família, relação com a imprensa internacional, mas fechou a cara e desconversou quando o assunto foi que no Brasil, os vices costumam virar presidentes.


Notícias relacionadas
VOLTAR PARA O ESTADÃO