06.04.2018 | 09h10

Amorim: ‘Como ex-chanceler, me sinto envergonhado’

Inconformado, o ex-ministro das Relações Exteriores do governo Lula, Celso Amorim, afirmou que, enquanto ex-chanceler, se sente envergonhado com a ordem de prisão do ex-presidente por considerá-la arbitrária. “Como brasileiro estou me sentindo injustiçado e, como ex-chanceler, muito envergonhado”, desabafou nesta manhã de sexta-feira, 6, à Rádio CBN.

Disse também que não é candidato a nada ao ser questionado sobre especulações ao redor do seu nome de que seria uma possibilidade eleitoral.


Mais conteúdo sobre:

Celso AmorimLula
VOLTAR PARA O ESTADÃO