28.09.2018 | 12h35

Comitê na cela

Condenado e preso em Curitiba desde abril, Lula comanda a campanha presidencial petista à base de bilhetinhos com ordens direcionados aos aliados mais confiáveis para beneficiar seu candidato Fernando Haddad, informa a IstoÉ.

A teia inclui seus advogados, o deputado José Guimarães, o ex-ministro Gilberto Carvalho e seu próprio ungido, o ex-prefeito de São Paulo. Na lista de tarefas estariam a de frear o apoio de Flávio Dino a Ciro Gomes, bem como a entrega de dinheiro de campanha a determinados candidatos.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO