23.05.2018 | 13h42

Combustível político

A promessa de Rodrigo Maia e Eunício Oliveira de zerar a Cide sobre o diesel traz grandes consequências para o caixa da União, Estados e municípios, alerta Vinícius Torres Freire na Folha.

O colunista chama a decisão de “esmola eleitoreira” e avalia que o custo do “populismo” pode ser alto.  “Alguém paga o favor e, enfim, é uma distorção econômica estimular o consumo de um bem que está caro, passando a conta para alguém”, escreve.


VOLTAR PARA O ESTADÃO