15.03.2018 | 08h54

‘Combate a fake news nas eleições pode ser atalho para censura’

Em artigo publicado nesta quinta-feira no Estadão, o jornalista Eugênio Bucci afirma que, sob o pretexto de se combater as fake news nas eleições, políticos abrem novas frentes de censura contra a imprensa.

Segundo Bucci, tramitaram ou tramitam por aí “projetos abilolados e inacreditáveis”, entre eles que pretendeu mandar para a cadeia autores de informações “prejudicialmente incompletas”.

“Notícias críticas, mesmo que ocasionalmente incompletas (um jornal diário vai completando suas informações de um dia para o outro, a edição do dia seguinte é sempre um complemento da anterior), não ameaçam em nada a normalidade das eleições. Ao contrário, sem a imprensa vigilante a democracia se enfraquece”, afirma.

“Quem é prejudicial à democracia, completamente prejudicial, são as mentalidades censórias. As fake news também são completamente prejudiciais, por certo, mas alguns dos remédios que vêm sendo prescritos a pretexto de combatê-las conseguem ser ainda mais completamente prejudiciais.”


Leia o artigo de Eugênio Bucci no Estadão

VOLTAR PARA O ESTADÃO