03.01.2019 | 21h01

Com armas, Bolsonaro crê que violência vai acabar

Jair Bolsonaro parece confiar que a população armada pode diminuir a criminalidade no Brasil. Segundo o presidente, o decreto sobre a posse de armas de fogo será feito ainda em janeiro. “Devemos botar na lei, buscar aprovação, que em legítima defesa da vida própria e de outrem, do patrimônio próprio ou de outrem, você estará no poder excludente de licitude. Pode atirar, se elemento morrer, você responde, mas não tem punição. Pode ter certeza de que a violência cai assustadoramente no Brasil”, disse, disse Bolsonaro em entrevista ao SBT.


VOLTAR PARA O ESTADÃO