08.07.2018 | 21h20

CNJ também pode investigar Favreto

Enquanto Rogério Favreto quer que o CNJ investigue as atitudes de Moro neste domingo, o desembargador do TRF-4 pode provar do próprio veneno. O Conselho Nacional de Justiça recebeu neste domingo uma uma reclamação disciplinar contra Favreto, segundo o Blog do Fausto.

A reclamação foi apresentada pela ex-procuradora do DF Beatriz Kicis. Ela argumenta que a decisão de soltura vai contra resolução do CNJ, que dispõe que ‘o plantão judiciário não se destina à reiteração de pedido já apreciado no órgão judicial de origem ou em plantão anterior’.


VOLTAR PARA O ESTADÃO