20.08.2018 | 15h18

CNJ ‘mete a colher’

Dias Toffoli pretende priorizar a proteção a vítimas de violência doméstica em sua gestão no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), informa o Painel, da Folha. O objetivo é promover e incentivar a criação de centros de acolhimento para vítimas de violência doméstica em conjunto com Estados e municípios. O ministro, que assume o comando do órgão em setembro, pretende mostrar que os criminosos não são o único foco de atenção.


Mais conteúdo sobre:

CNJDias Toffoli
VOLTAR PARA O ESTADÃO