19.02.2019 | 10h10

CNI: ‘Tudo será devidamente esclarecido’

Em decorrência da prisão temporária de seu presidente Robson Andrade efetuada pela Polícia Federal nesta manhã de terça, 19, a Confederação Nacional da Indústria afirma em nota que “não teve acesso à investigação e acredita que tudo será devidamente esclarecido. Como sempre fez, a entidade está à disposição para oferecer todas as informações que forem solicitadas pelas autoridades”.

A PF deflagrou a Operação Fantoche para desarticular uma organização de crimes contra a administração pública, fraudes licitatórias, associação criminosa e lavagem de ativos. Segundo a corporação, um grupo de empresas, sob o controle de um mesmo núcleo familiar, atuava desde 2002 executando contratos firmados por meio de convênios com o Ministério do Turismo e entidades paraestatais do “Sistema S”. Estima-se que o grupo já tenha recebido mais de R$ 400 milhões decorrentes desses contratos.


Notícias relacionadas

Mais conteúdo sobre:

CNIRobson Andrade
VOLTAR PARA O ESTADÃO