28.05.2018 | 13h24

CNI é contra MP do frete

Um dos pontos negociados entre o governo federal e os caminhoneiros, o tabelamento do frete rodoviário tromba na forte resistência da Confederação Nacional da Indústria. Em nota desta segunda, afirmam que a “fixação de preços mínimos infringe o princípio da livre-iniciativa e é ineficaz. A medida não corrige o problema de excesso de oferta de caminhões no mercado”.

Dizem ser “fundamental que a Presidência da República, o Congresso Nacional, o Supremo Tribunal Federal, o Ministério Público e a Procuradoria Geral da República, os governos estaduais e demais órgãos públicos se empenhem ao máximo para encontrar solução para essa grave crise”.

 

 

VOLTAR PARA O ESTADÃO