23.05.2018 | 12h38

Ciro se opõe a ‘Poderes não votados’

Em linha com a narrativa do PT, Ciro Gomes, pré-candidato do PDT à Presidência, que já tem criticado a prisão de Lula e o “golpe”, agora resolveu partir para cima do Judiciário e do Ministério Público. Segundo ele, ambos estão ocupando sem legitimidade o espaço do Legislativo no País.

“Hoje o Congresso Nacional é desmoralizado, o Poder federal desmoralizado, a autoridade política é desmoralizada, há uma invasão absolutamente intolerável, que tem de ser posto fim a ela, de atribuições democráticas por Poderes que não são votados”, disse Ciro na terça-feira, 22, de acordo com o UOL. “O Ministério Público quer governar no lugar de todo mundo. O Judiciário quer governar no lugar de todo mundo. /J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO