01.08.2018 | 22h48

Ciro parte para cima do PT

Em entrevista para a GloboNews, Ciro Gomes não deixou barata a movimentação do PT para deixar o PSB “neutro” nas eleições. Disse que “está aguardando confirmarem isso” já que “não recebeu nenhuma carta, nenhum sinal de fumaça”, mas que “não ficaria surpreso” com isso. “Trabalham juntos para me isolar: Temer, Alckmin e Lula”, disse.

O candidato do PDT foi além: disse que é “senso comum” que Lula não será candidato e que o PT é “irresponsável” por “convidar o Brasil para dançar à beira do abismo”. “Sabemos que a Lei da Ficha Limpa não permite um condenado ser candidato. O PT ensaia uma valsa à beira do abismo. Se o Lula se considera inocente, Palocci é réu confesso. Isso está virando religião. (Pedro) Stédile chamou seis companheiros para fazer greve de fome. É caudilhismo do mais barato. Isso não é política para um País como o nosso. Considero o comportamento do PT hostil. Eu não sei o que fiz para merecer isso.”


Mais conteúdo sobre:

Ciro Gomes
VOLTAR PARA O ESTADÃO