15.03.2019 | 15h57

Ciro anuncia ‘escândalo’ de texto da Previdência

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) creditou nesta sexta, 15, ao deputado Mauro Benevides Filho (PDT-CE) a descoberta de um “escândalo” no projeto de reforma da Previdência. O parlamentar, quatro dias antes, no entanto, afirmou à TV Câmara que algumas categorias, como a de mineradores e operadores de raio X, terão que trabalhar até 84 anos para receber o benefício integral. No tuíte, Ciro escreve que “determinada categoria de trabalhadores só poderia se aposentar aos 74 anos e com apenas 70% do salário”.


“Existem algumas categorias que hoje já contam com tempo diferenciado para se aposentar, como o minerador e outros operadores de raio x, porque tem prazos diferenciados. Nessas categorias, pelo que entendi do texto, já que eu ainda estou analisando-o com profundidade, a regra de 60% a partir de 20 anos e acrescer 2 anos, pelo modelo que está hoje, para ele ter a integralidade, é preciso dizer entre parêntesis, nas minhas contas, se eu não tiver muito equivocado, ele teria que trabalhar até os 84 anos. Não sei se o texto está redigido adequadamente, eu estou ainda aferindo”, disse o ex-secretário de Ciro.

Mauro Benevides aponta problemas na proposta de Reforma da Previdência

O deputado Mauro Benevides Filho, do PDT do Ceará, aponta, em entrevista ao programa Palavra Aberta, os pontos críticos da proposta de Reforma da Previdência e que precisam ser alterados pelo Congresso.

Publicado por PDT na Câmara em Segunda-feira, 11 de março de 2019

 

VOLTAR PARA O ESTADÃO