26.04.2018 | 18h16

Chance de não dar em nada

A comissão especial que vai analisar o pedido de afastamento do governador Fernando Pimentel (PT) na Assembleia Legislativa de Minas Gerais será formada por sete integrantes: dois da oposição, três do bloco governista e outros dois do bloco independente, que é mais situação que adversário.

Além disso, o plenário conta com mais parlamentares pró-Pimentel, o que não deve fazer o governador perder o sono com o contra-ataque do MDB mineiro. A dúvida hoje é sobre qual peça o petista vai mover a partir de agora.


Mais conteúdo sobre:

Fernando Pimentel
VOLTAR PARA O ESTADÃO