23.04.2018 | 06h22

Centro à procura

Enquanto candidatos como Geraldo Alckmin e Jair Bolsonaro se esforçam para apresentar seus economistas à opinião pública, Joaquim Barbosa ainda tenta firmar uma relação estável com seu partido, o PSB. O descompasso de movimentação, escreve Cida Damasco em sua coluna no Estadão, mostra um centro ainda em busca de um candidato para chamar de seu.

“Um candidato considerado amigável pelos mercados, mas que defenda uma política econômica com tempero social”, descreve. E termina com uma pergunta: “Será o Barbosa?”


VOLTAR PARA O ESTADÃO