08.10.2018 | 19h54

Centrão encolhe 13%

Além dos nanicos, outro bloco a sofrer desfalque com as eleições proporcionais no País é o chamado Centrão, informa o Estadão. PP, DEM, PR, PRB e Solidariedade antes reuniam 164 parlamentares, mas na próxima legislatura serão 142, uma redução de 13,4%.

A tendência é que o bloco volte a rachar no segundo turno da eleição presidencial entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad. Líder de votos no primeiro turno, Bolsonaro já desprezou, ao menos publicamente, o apoio desses partidos.

 


Mais conteúdo sobre:

centrãoeleições
VOLTAR PARA O ESTADÃO