05.08.2018 | 10h16

Centrão ainda flerta

Só porque está “casado” com Geraldo Alckmin não quer dizer que o Centrão não está de olho em outros casamentos, caso o tucano não corresponda às expectativas do grupo vencendo as eleições. A Coluna do Estadão deste domingo mostra que a parte da estratégia do bloco é liberar os diretórios estaduais para apoiar candidatos mais interessantes e garantir uma boa eleição no Congresso. Assim, independente do eleito, a negociação com o grupo será praticamente obrigatória para garantir governabilidade.


VOLTAR PARA O ESTADÃO