20.02.2019 | 19h08

Celso de Mello vota para equiparar homofobia e racismo

Mais uma sessão do STF terminou sem uma definição da Corte sobre a criminalização da homofobia. Nesta quarta-feira, 20, o ministro Celso de Mello utilizou o tempo disponível para encerrar seu voto (que havia começado na sessão da semana passada). Ele votou para enquadrar a homofobia na lei de crime de racismo. Para o ministro Luiz Fux, o longo voto do colega foi uma “pérola literária-judicial”. O tema volta à pauta amanhã, com a decisão de Edson Fachin.


VOLTAR PARA O ESTADÃO