11.10.2018 | 12h21

CCJ nos planos de Bolsonaro

Se for eleito presidente, Jair Bolsonaro quer que seu grupo político ocupe os espaços estratégicos dentro do Congresso para facilitar a aprovação de propostas do seu interesse. Neste caso, um dos alvos já traçados pelo candidato do PSL é o controle da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara.

A CCJ é a comissão mais importante de todas porque define a admissibilidade ou não de um projeto. Ou seja: tem poder de vida e de morte sobre uma proposta em tramitação. Por isso, se chegar ao Planalto, Bolsonaro quer que um dos deputados de sua base de apoio controle a comissão. Para isso, precisará montar um amplo bloco partidário que representa o maior grupo da Casa. Assim, pelo regimento interno, terá direito a fazer a primeira escolha na hora da divisão do comando das comissões. /M.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO