16.03.2018 | 07h28

Caso Marielle é desafio para intervenção, que faz um mês

Nesta sexta-feira a intervenção federal completa um mês. A efeméride coincide com a indignação nacional provocada pelo assassinato da vereadora Marielle Franco, que fazia críticas públicas à ação da polícia. O governo federal reforça o apoio ao general Walter Braga, que comanda a intervenção, e adota o discurso de que o assassinato reforça a necessidade de ação no Rio.

Mas o caso Marielle susta, por ora, a intenção do governo Michel Temer de colher dividendos políticos da intervencão: o presidente cancelou ida ao Rio que faria domingo. Uma das linhas de investigação é que o crime tenha sido justamente uma reação das milícias ligadas à polícia à presença federal na segurança. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO