14.11.2018 | 16h23

Casagrande sobre Cuba: ‘É uma pena”

O governador eleito do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), lamentou nesta quarta, 14, a saída de Cuba do programa Mais Médicos. “Eu acho que esse programa deveria ter sido prorrogado até o Brasil achar um caminho de como atender à saúde primária, mas, pelo que foi dito na campanha eleitoral, não havia mais ambiente para a continuidade”, disse Casagrande.

“É uma pena. O Mais Médicos cumpriu um papel muito importante, com a tarefa de levar profissionais para bairros distantes. O Brasil não remunera adequadamente os seus médicos e a população acaba ficando desprotegida”, acrescentou o governador, informa o Estadão.


Mais conteúdo sobre:

Renato CasagrandeMais Médicoscuba
VOLTAR PARA O ESTADÃO