01.03.2019 | 23h00

Carta do BR18: Neto de Lula morre e ex-presidente poderá comparecer ao velório

Uma tragédia atingiu a família do ex-presidente Lula. O pequeno Arthur, de apenas 7 anos, neto do petista, morreu nesta sexta-feira vítima de uma meningite. Desta vez, ao contrário do que aconteceu por conta do falecimento de Vavá, irmão de Lula, ele será liberado pela Justiça para comparecer ao velório. Agora, a dúvida é se os petistas irão transformar a cerimônia em um evento político.

Quem mostrou falta de sensibilidade com a situação foi Eduardo Bolsonaro. O filho do presidente foi uma das poucas vozes que se posicionou contrário a permissão para que Lula possa deixar momentaneamente a prisão. Acabou criticado pelos próprios partidários nas redes sociais, ato raro na militância que defende ferozmente todo e qualquer ato (ou recuo) do governo.

Após a exoneração de Ilona Szabó do Conselho Nacional de Política Criminal, a “limpa” no governo continua. O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, exonerou 21 superintendentes do Ibama na quinta-feira. Ao BR18, o ministro justificou: “Os superintendentes são cargos de confiança”. Quem parece confiante após o caso Gustavo Bebianno para manter os pitacos é Carlos Bolsonaro. O vereador foi até o Twitter sugerir Bene Barbosa, guru do armamentismo, como possível indicação de Sergio Moro no lugar de Ilona.

Jair Bolsonaro por sua vez, terá que passar o carnaval de castigo tentando encontrar um jeito de articular a reforma da Previdência. Logo após as festividades de Momo, a ideia é reunir todos os atores para ver o que dá para ceder e o que será mantido.


Quer saber mais? Receber as principais notícias do BR18 no seu e-mail? É só se cadastrar na nossa newsletter, na caixa que fica na coluna da direita aqui do site.

Você vai receber um e-mail por dia com os assuntos mais importantes sobre a política nacional.

VOLTAR PARA O ESTADÃO