01.07.2018 | 16h40

Cármen será ‘reforço’ para Fachin

Cármen Lúcia deixa a presidência do STF e se junta à Segunda Turma em setembro, e esta pode ser uma boa notícia para Edson Fachin. Levantamento do Estadão aponta que os dois concordaram em 14 de 16 questões relacionadas à Lava Jato julgadas pelo plenário da Corte. Dias Toffoli, que vai assumir a presidência no lugar de Cármen, votou igual a Fachin em sete das mesmas 16 questões.


VOLTAR PARA O ESTADÃO