21.03.2018 | 14h54

Cármen ouviu Celso de Mello e Fachin para decidir recuo

Cármen Lúcia ouviu dois ministros na véspera, antes de recuar e decidir levar à pauta nesta quinta-feira o habeas corpus da defesa de Lula: Celso de Mello e Edson Fachin.

Embora tenham posições opostas quanto à prisão após condenação em segunda instância, ambos — o primeiro, decano da corte, o segundo relator do HC– defendiam que a questão era inadiável e estavam irritados com o jogo do “eu sozinho” da presidente do Supremo. / V.M.

Atualização:
Fechou o tempo no Supremo
‘Pitadas de psicopatia’ nem nos tempos de Joaquim


VOLTAR PARA O ESTADÃO