10.07.2018 | 08h17

Cármen fecha o cofre a reajustes

Cármen Lúcia está prestes a comprar mais uma briga interna: em reunião administrativa no STF marcada para 8 de agosto, a presidente da Corte deve propor que não haja reajuste salarial para os ministros, informa a coluna de Mônica Bergamo na Folha. A possibilidade gera tensão em várias instâncias da Justiça, cujos salários são atrelados aos do STF, e juízes já articulam com o Congresso maneiras de articular o reajuste por meio de emendas ao Orçamento.


Notícias relacionadas

Mais conteúdo sobre:

Cármen LúciaSTFsaláriosreajuste
VOLTAR PARA O ESTADÃO