14.07.2018 | 19h16

Cármen dá mais 30 dias para PF investigar Aécio

A presidente do STF, Cármen Lúcia, atendeu parcialmente a pedido da Procuradoria-Geral da República e da Polícia Federal para prorrogar o inquérito que investiga Aécio Neves. A ministra decidiu dar mais 30 dias para a PF averiguar se o senador teria recebido propinas de R$ 50 milhões da Odebrecht e da Andrade Gutierrez.

Para o Blog do Fausto, a defesa de Aécio Neves disse que “trata-se de ato rotineiro que já era aguardado”. “A defesa confia que a conclusão da investigação demonstrará que não houve nenhum ato irregular praticado pelo Senador Aécio”.


VOLTAR PARA O ESTADÃO