18.10.2018 | 06h30

Capital castiga Doria

João Doria Jr. parecia ter superado o tabu de ter abandonado a prefeitura após 15 meses de mandato ao vencer a eleição na capital no primeiro turno, com 26% dos votos contra 22% de Márcio França e Paulo Skaf. Mas o Ibope mostra que, no segundo turno, a rejeição ao tucano na cidade que governou cresceu de forma exponencial.

Doria tem 37% das intenções em votos válidos, contra 63% do governador pessebista. Além disso, 53% dos eleitores da capital dizem que não votariam nele de jeito nenhum. É a única segmentação em que Doria perde feio para França. Não há nada parecido nem por estratificação de renda, nem de idade, nem de sexo ou escolaridade. Como ele vence com folga no interior e na região metropolitana, a conclusão é que é a cidade que governou que dá a Doria a condição delicada de empate técnico com o rival. / Vera Magalhães


VOLTAR PARA O ESTADÃO