13.03.2019 | 13h29

‘Cansado’, delegado do caso Marielle fará intercâmbio na Itália

Segundo o governador Wilson Witzel, o delegado responsável pelas investigações do caso Marielle Franco, Giniton Lages, chefe da Delegacia de Homicídios da cidade do Rio, irá fazer um intercâmbio na Itália, informa o site G1. Witzel destaca que Lages não está sendo afastado de nada, apenas fará um curso de quatro meses na Itália, uma vez que o delegado “está cansado”.

Segundo depoimento ao Ministério Público Federal de um dos primeiros presos acusados de matar a ex-vereadora, Orlando Oliveira de Araújo, Lages o forçou a assumir a autoria do caso: “No dia 10 de maio, o delegado (…) foi me ouvir, mas já chegou dizendo que tinha ido lá para ouvir eu falar que o Siciliano tinha me pedido para matar a vereadora. Eu disse que isso não era verdade. Ele disse: ‘Fala que o vereador (Siciliano) te procurou e você não quis, e outra pessoa fez.’ Como me recusei, ele disse que ia futucar a minha vida e colocar inquéritos na minha conta, que me mandaria para Mossoró e, de fato, foi o que fez”, resgata a revista piauí.


VOLTAR PARA O ESTADÃO