03.10.2018 | 11h20

‘Canais entupidos’

Segundo o autor do termo ‘presidencialismo de coalizão’, Sérgio Abranches, o próximo presidente terá de fazer alianças “grandes e heterogêneas” e terá “dificuldade para governar”, de acordo com o Estadão.
Em entrevista ao jornal, Abranches afirma que “o futuro democrático está em jogo porque estamos com todos os canais de renovação de liderança e de circulação de novas ideias entupidos”.


VOLTAR PARA O ESTADÃO