10.11.2018 | 08h53

Campanha de Bolsonaro declara ter custado R$ 2,4 mi

A equipe de Jair Bolsonaro entregou com 11 dias de antecedência a prestação de contas de campanha. Foram gastos R$ 2,4 milhões, valor menor até mesmo do que o limite de gastos para os postulantes a um cargo de deputado federal (R$ 2,5 milhões).

De acordo com reportagem da Folha, entretanto, ainda há omissões nos gastos, como por exemplo serviços prestados por um dos principais advogados da campanha, Tiago Ayres e pela mulher do então presidente do PSL, Gustavo Bebianno, Renata, que cuidou da agenda do presidenciável. Mesmo que os serviços não tenham sido remunerados, é necessário incluí-los na declaração.


VOLTAR PARA O ESTADÃO