11.01.2019 | 12h50

Camilo: ‘Leis deste País são muito frouxas’

No meio do calor da onda de ataques criminosos pela qual o Ceará passa, o governador Camilo Santana (PT) cobrou a existência de leis mais fortes contra o crime organizado e que punam atos que sejam considerados como terrorismo. Em entrevista à Rádio O Povo/CBN, de Fortaleza, Camilo reclamou da frouxidão das leis brasileiras.

“É preciso rever as leis deste País, que são muito frouxas. Você bota uma bomba num viaduto e era para ser enquadrado como terrorista e pegar mais tempo de prisão, mas hoje não é assim”, disse Camilo na entrevista.


Mais conteúdo sobre:

CearáCamilo Santanaonda de ataques
VOLTAR PARA O ESTADÃO