15.09.2018 | 10h10

Calote petista?

Funcionários responsáveis pela produção dos programas eleitorais de TV da campanha petista à Presidência decidiram cruzar os braços e interromper os trabalhos nesta semana. A paralisação ocorreu por conta de atrasos nos pagamentos, segundo o Estadão.

O Estadão/Broadcast apurou que parte da equipe de pré e pós-produção de vídeo da campanha petista está parada há pelo menos dois dias. O risco é de que a paralisação atrapalhe a produção de programas dedicados a apresentar Haddad.


VOLTAR PARA O ESTADÃO