12.12.2018 | 11h27

Caixinha de Natal de Eunício

De autoria do senador Eunício Oliveira (MDB-CE), que não se reelegeu, o projeto de lei que prorroga incentivos fiscais até 2023 para empresas instaladas na Amazônia (Sudam) e Nordeste (Sudene) foi aprovado, informa o Estadão. A novidade é que o Centro Oeste entrou no pacote. A previsão é de que a prorrogação gere uma renúncia fiscal de R$ 9,3 bilhões.

Quem relativizou a aprovação foi o gaúcho Darcísio Perondi (MDB-RS). “O Senado ampliou os incentivos para Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás. Mas não dá para comparar o poderio de Mato Grosso, no agronegócio, com Alagoas, com o Maranhão. Desse jeito, a gente não vai ter recurso para enfrentar um grave desequilíbrio fiscal”, disse.


Mais conteúdo sobre:

SudamSudeneEunício Oliveira
VOLTAR PARA O ESTADÃO