25.03.2018 | 07h04

Os bilhões de Maduro, Odebrecht e BNDES

A manchete do Estadão deste domingo, 25, revela que o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, liberou mais de US$ 4 bilhões para obras da Odebrecht em projetos que foram financiados em parte com dinheiro do BNDES. É o que mostram documentos em poder de promotores do Brasil e da Venezuela, aos quais o jornal teve acesso com exclusividade.

Segundo reportagem do correspondente em Genebra, Jamil Chade, o pagamento foi ordenado dias após a eleição de Maduro, em 2013, cuja campanha a construtora admitiu ter financiado com caixa 2. Nos documentos, Maduro frisava, em letra cursiva, que realizar os pagamentos, que se estenderam até 2015, era “muy urgente”. / J.F.


Mais conteúdo sobre:

OdebrechtbndesMaduroVenezuela
VOLTAR PARA O ESTADÃO